ARQUIVO

Black History

From Now On

Media Awareness Network 

Biblioteca do Congresso americano
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 
 

Cdrom incrementa o estudo da Pré-História 

            A utilização de novas mídias no cotidiano da sala de aula encontra-se ainda em fase de experimentação. Muitas questões se colocam aos educadores.
Algumas são de caráter teórico:
por que e para que utilizá-las?
quando? de que forma?
como construir com os alunos uma observação crítica a estes meios?
Outras de natureza técnica e logística:
há infra-estrutura adequada?
como organizar o tempo de aula?
como avaliar o trabalho produzido?

         Professores e técnicos têm buscado projetos conjuntos, adequando-os às opções curriculares, à otimização do tempo e das estratégias de trabalho, e, sobretudo, à busca de um sentido que justifique o uso da mídia.

       O projeto Expedição Arqueológica - Possibilidade de Utilização do Software "Origens do Homem", das professoras Maria Luísa Albiero Vaz e Lylian C. F. P. de Assis, do Colégio Pueri Domus de São Paulo, representa uma experiência muito interessante por inserir a utilização do CDROOM no contexto de um programa de curso composto por várias outras atividades. 

      Para estudar o tema Pré-História com turmas de 5a série do Ensino Fundamental, Maria Luísa, professora de história, construiu uma unidade de trabalho que envolveu a leitura de um texto paradidático (O Homem na Pré-história de Rosicler Martins Rodrigues, São Paulo, Ed.Moderna) e a discussão do filme “A Guerra do Fogo”, dirigido por Jean Jacques Annaud. 

      A parceria com Lylian, orientadora pedagógica da área de informática, permitiu elaborar, após toda a construção conceitual com os alunos, uma atividade com um outro enfoque: como é o trabalho dos profissionais que estudam a Pré-história? Que instrumentos utilizam? Que passos e preocupações envolvem uma expedição arqueológica? 
 
       No laboratório de computação da escola, os alunos tiveram a oportunidade de explorar os recursos do software “Origens do Homem”, como a visualização da evolução física e cultural do homem e os recursos necessários para a formação das expedições arqueológicas. Depois, trabalhando em grupos, estruturaram sua própria expedição, tendo que justificar suas opções em cada etapa.

      Tendo que reunir as informações que já possuíam, argumentar com os colegas, tomar decisões coletivamente e sistematizar seu processo, as turmas produziram expedições diferenciadas de acordo com o sítio arqueológico selecionado. Um grupo de professores de outras disciplinas formou uma banca para que os grupos apresentassem seus projetos e respondessem às perguntas que surgissem.

     A experiência foi apresentada nas 5a Jornadas de Informática e Educação, promovidas pelo SENAC em junho passado. Considerada um sucesso pelas professoras, gerou um processo de reflexão posterior, possibilitando o aperfeiçoamento do trabalho com as próximas turmas.
 

Quer conhecer outros projetos?
Visite a nossa página de Links!



Copyright © Webhistoria
 30 de agosto de 1999